Suspeita de arma de fogo na penitenciária de Sena resulta em revista “pente fino” nas celas

A suspeita de arma de fogo nas mãos de detentos do presídio de Sena madureira, motivou uma revista geral nos pavilhões da unidade na manhã desta sexta-feira, 27.

Dezenas de agentes penitenciários e mais de 30 policiais militares participam da caça a possível arma de fogo dentro dos 6 pavilhões que abrigam cerca de 170 detentos.

A ação foi planejada na tarde de ontem, e hoje, ainda estava escuro quando cerca de 60 homens do IAPEN e da PM iniciaram o trabalho de revista.

A coordenação de inteligência recebeu a informação de que uma arma teria sido jogada por cima da muralha, e estaria nas mãos dos internos. A partir de então a guarda da unidade acendeu o sinal vermelho, vez que os detentos vivem em um clima total de rivalidade entre duas facções.

Uma parceria entre os agentes penitenciários e PM possibilitou a união de forças para a realização da revista geral. Um agente penitenciário disse que a operação denominada ‘pente fino’ não tem hora para encerrar.

‘Entramos de maneira estratégica e encontramos os presos ainda dormindo, e a intenção é sair apenas quando encontramos a possível arma. Vamos aproveitar também para retirarmos outros ilícitos, como celular, estoques e outros”, garantiu.

Aldejane Pinto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *