Taxistas acusados pela morte de empresários peruanos serão julgados em Rio Branco

Como o duplo homicídio, aconteceu na Cidade de Cobija, que faz fronteira com o Brasil, os acusados serão julgados na 1ª Vara do Tribunal do Júri, em Rio Branco.

Os taxistas Manoel Júlio Nonato Gama Neto, de 31 anos, conhecido como “Pichula” e Gilberto Ferreira Paiva Filho, de 36, o    “Gordo”, foram denunciados pelo assassinato de dois empresários peruanos.

Nilo Daniel Chavez Sierra, de 46 anos e o sobrinho Richard Chavez, de 33. Eles foram mortos no dia 02 de Junho do ano passado durante uma emboscada. Os corpos foram encontrados quase uma semana depois em elevado estado de decomposição.

As vitimas estavam algemadas com as mãos para trás e com sacos na cabeça. A polícia civil descobriu que Manoel Júlio Nonato, que trabalhava com Nilo Daniel no transporte de roupas, foi quem planejou o crime.

O motivo, seria o desvio de mercadorias por parte do taxista. Nilo Daniel e Richard Chavez vieram de São Paulo  no intuito de recuperar a mercadoria furtada.

De acordo com a perícia, os criminosos usaram sacos plásticos para asfixiar as vitimas. Os taxistas Manoel Júlio e Gilberto Ferreira, foram presos seis dias após o crime. A previsão da justiça é que a dupla seja levada ao banco dos réus até o primeiro semestre deste ano.

 

Ecimário Carvalho – Redação TV5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *