Publicado em 19 de dezembro de 2018

Livres, mas, não tão leves. Tribunal Eleitoral determina soltura de Pastor Manuel Marcos e Doutora Juliana

A decisão saiu ainda a pouco, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Acre decidiu na tarde desta quarta-feira, 19, por unanimidade, mandar soltar o pastor Manuel Marcos, presidente da Câmara de Rio Branco, e a deputada estadual Doutora Juliana, presos durante os desdobramentos da Operação Santinhos, da Polícia Federal, na semana passada. A decisão não se estende aos dois filhos de Juliana que continuarão presos e ao suposto operador do esquema, Thaisson de Souza. Eles são acusados de desviar mais de R$ 1,5 milhão do fundo eleitoral durante as eleições de 2018.

Apesar da decisão de liberdade, horas antes da diplomação dos eleitos nas eleições deste ano pelo TRE, que ocorrerá no auditório da Universidade Federal do Acre, a partir das 17h, Manuel Marcos, que se elegeu deputado federal e Juliana, que também foi reeleita a estadual, não poderão ser diplomados por decisão do próprio TRE na tarde de ontem, 18.

A Corte Eleitoral determinou uma série de medidas cautelares.

 

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)