Publicado em 14 de dezembro de 2012

Manifesto reúne centenas de pessoas para defender a permanência do secretário Municipal de Saúde

A Praça da Revolução, bem em frente à Prefeitura do Centro, foi tomada na manhã desta sexta-feira, por cerca de 100 pessoas que se reuniram para defender a permanência do secretário Municipal de Saúde, Osvaldo Leal. Entidades ligadas a associações de moradores comunitárias, conselheiros populares de saúde e até estudantes e médicos, participaram do ato em defesa do secretário.

Os manifestantes expuseram faixas de apoio e pedindo a permanência de Leal no município. “Saúde Municipal em Luto com a saída do Dr. Osvaldo Leal”, diz uma delas. Para a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Elisama Lima, em time que está ganhando não se mexe.

“Entendemos que o prefeito eleito, Marcus Alexandre tem a liberdade de escolher seu secretariado, uma vez que são cargos de confiança. Porém, nós também temos nosso direito de mostrar nossa indignação. Dr. Osvaldo chegou à secretária encontrando muitas dificuldades para trabalhar. Quando assumiu o cargo não montou sua equipe, trabalhou com o que tinha. Nós avançamos nos índices de saúde. Fizemos os Conselhos Populares de Saúde, além das feiras e diversos outras ações. Será que outro gestor vai ter a mesma competência dele? Saúde não é qualquer administrador ou gestor público que vai saber dar continuidade a esse excelente trabalho que vem sendo realizado por Leal. Essa é a nossa preocupação”, defende.

Marcus Alexandre fará o anúncio oficial da nova equipe na próxima segunda-feira, dia 17, no Horto Florestal. Os servidores pedem que o gestor da Semsa permaneça no cargo.

Mestre em medicina e saúde, Osvaldo Leal foi secretário Estadual de Saúde em 2007, e em 2010 foi convidado pelo prefeito Raimundo Angelim para assumir a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)