TJAC, MPAC, Cruz Vermelha e Governo do Estado alinham na ajuda aos atingidos pela enchente

Instituições dialogam sobre fluxo de dados, recebimento e distribuição de doações para atender áreas urbanas, rurais, comunidades ribeirinhas e indígenas que foram atingidas pela enchente

O Acre passa por um momento de diversos desafios, pois além da pandemia, o estado enfrenta ao mesmo tempo, surto de dengue, crise migratória e a enchente que afetou famílias em dez municípios. São muitas as frentes de atuação que buscam dar o auxílio necessário a todos os atingidos.

Na manha desta quinta-feira, 25, a presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargadora Waldirene Cordeiro, participou de um diálogo estratégico que reuniu o presidente da Cruz Vermelha, Júlio Cals, a primeira-dama do estado, Ana Paula Cameli, a representante do Ministério Público do Acre (MPAC), Walnízia Cavalcante, que é membro da coordenação da campanha SOS Acre.

O objetivo do encontro que envolveu também as equipes de cada instituição, que estão diretamente atuando na operacionalização das atividades, foi de alinhamento das ações para uma melhor atuação conjunta, evitando a sobreposição na distribuição de alimentos, material de limpeza, medicamentos e outros. Essa ação conjunta é essencial para que todos sejam assistidos.

A partir da campanha SOS Acre, lançada pelo Ministério Público do Estado (MPAC), em parceria com o Tribunal de Justiça do Acre, e que ganhou abrangência nacional a partir da articulação de divulgação da acreana Gleci Damasceno e do coordenador do projeto Voz das Comunidades, Rene Silva, muitos brasileiros fizeram doação de recurso para a conta que está sendo gerida pela Associação do MPAC.

Esse recurso está sendo utilizado na compra de alimentos e outros itens necessários, que estão sendo entregues pelas duas instituições, com o apoio da Defesa Civil e acompanhamento de um promotor de Justiça e um juiz de Direito em cada município.

Atuação

Outra frente de trabalho foi estruturada para recebimento, armazenamento e distribuição de donativos que chegarem por via aérea e terrestre. Essa logística será coordenada pelo TJAC com apoio da Cruz Vermelha e Exército Brasileiro, via 4º BIS e 7º BEC. A Associação dos Municípios do Acre (AMAC) está auxiliando em dados coletados pela Defesa Civil.

A presidente do TJAC, Waldirene Cordeiro, reforçou a importância da união de esforços neste momento. “Essa campanha iniciada pelo MPAC e que tem nossa parceria só cresceu, graças ao apoio da Gleici e do Rene que intensificaram a divulgação nacionalmente. E temos a fundamental atuação da Cruz Vermelha, Exército e Amac. O alinhamento junto ao Governo e com todos os demais atores para atuarmos juntos é essencial, e vai garantir avançarmos com a ajuda, permitindo que ela chegue o quanto antes nas mãos de quem precisa”, disse. 

Júlio Cals, que está com equipe da Cruz Vermelha no Acre reforçou o papel da instituição de ajuda humanitária. “A Cruz Vermelha está totalmente comprometida para tentar amenizar o sofrimento que a população do Acre vive”.

Walnízia Cavalcante fez uma atualização sobre as entregas das doações, informado que Sena Madureira já recebeu um caminhão ontem, hoje foi descarregado mais doações em Tarauacá e Cruzeiro do Sul, e a equipe já trabalha para o envio a outros municípios.

“E extremamente importante esse alinhamento para que todas as pessoas sejam assistidas. São muitas frentes de trabalho que precisam andar juntas para que possamos chegar não só na cidade, mas também no ribeirinho, e no povo indígena”, reforçou.

Alinhamento

A primeira-dama do estado, Ana Paula Cameli, agradeceu o empenho de todas as instituições nesse momento tão difícil que o Acre passa, e colocou as equipes do Estado à disposição para todos os alinhamentos necessários para fortalecer uma ação conjunta.

“Estamos com diversas doações sendo feitas e temos recebidos vários pedidos de comunidades. Ter esse alinhamento é fundamental para sabermos o que temos não só de alimentos, mas outros produtos disponíveis para serem repassados aos cidadãos atingidos, e isso também nos permitirá atuar de forma mais rápida e chegando a todos”, comentou.

Um grupo permanente entre as equipes foi criado para a troca de informações das necessidades de cada área atingida e do fluxo de envio de auxílio, seja alimento, roupa, colchão, remédio, como também serviços.

A campanha SOS Acre já está com link de transparência do que está sendo arrecado e distribuído. Clique aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *