Publicado em 30 de janeiro de 2019

Ministério Público, diz que Delegado Rêmullo não foi alvo de investigação

Em nota divulgada nesta quarta-feira, (30), o Ministério Publico Estadual, informou que o Delegado Rêmullo Diniz, em nenhum momento foi alvo de investigação.

 

Nota de Esclarecimento
Com relação à reportagem publicada pelo site de notícias UOL, afirmando que “investigação aponta ligação do Secretário de Polícia Civil com o CV”, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) vem a público esclarecer:

1 – o Delegado de Polícia Civil Rêmulo Diniz, atual Secretário de Estado Polícia Civil do Acre, não foi objeto de investigação no processo criminal em questão;
2 – até o momento de conclusão do inquérito policial não se vislumbrou qualquer ligação da autoridade policial citada com qualquer facção criminosa, valendo salientar que o Delegado de Polícia que presidiu a investigação sequer promoveu o indiciamento do Delegado de Polícia Civil Remullo Diniz em qualquer crime;
3 – informações existentes no inquérito que eventualmente possam caracterizar desvios de conduta ou atos ilícitos envolvendo a autoridade policial em questão foram encaminhadas pelos membros do Ministério Público que autuaram na investigação, no momento de oferecimento da denúncia, à Corregedoria de Policia Civil e à Promotoria Especializada no Controle Externo da Atividade Policial para fins de apuração;
4 – reafirmamos nosso compromisso institucional de isenção, seja de natureza pessoal ou política, no combate ao crime organizado no Estado do Acre e no cumprimento da nossa missão constitucional.
Rio Branco-Ac, 30 de janeiro de 2019

Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco)
Secretaria Geral do Ministério Público do Estado do Acre

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)