Publicado em 17 de Maio de 2018

Nove acusados são pronunciados por morte violenta de jovem

De acordo com os autos, foram efetuados cerca de 20 disparos com arma de fogo contra a vítima.

O Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri pronunciou nove integrantes de facção por homicídio qualificado. A vítima foi assassinada na periferia de Rio Branco com seis tiros, por isso os acusados R.F.S., J.K.F.S., A.N.B., J.W.M.S., F.G.B.V., A.S.O.S., R.S.C., J.S.N. e S.S.A. devem ser julgados pela o crime previsto no art. 121, § 2º, inciso II.

Conforme inquérito policial, o crime ocorreu na Travessa Chico Mendes, no bairro Bahia Nova, e todos os indiciados agiram em união de desígnios e ações. O jovem de 23 anos de idade morreu no local.

Os nove acusados estão presos preventivamente.  A pronúncia para o Processo n° 0004635-27.2017.8.01.0001 foi publicada na edição n° 6.109 do Diário da Justiça Eletrônico (fls. 81-84).

Entenda o caso

Tem-se que a motivação do crime é torpe, relacionada ao tráfico de drogas e disputa entre facções criminosas rivais.

O laudo técnico apontou que a morte violenta, ocorreu em uma dinâmica que tornou impossível à defesa do ofendido, já que este foi perseguido e encurralado embaixo da casa de uma testemunha.

Apesar da prova testemunhal não ter evidenciado a autoria dos disparos, todos devem ser submetidos a júri popular, pois foi constatada a presença do liame subjetivo entre eles.

 

Assessoria TJAC

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)