Publicado em 27 de Janeiro de 2014

Polícia Civil prende acusado de roubar e estuprar a própria avó

A Polícia Civil de Manoel Urbano (239 quilômetros de Rio Branco) prendeu na madrugada deste domingo, 26, por estupro seguido de roubo, Jailson Bonifácio da Silva, de 25 anos. A ação dos policiais civis que resultou na prisão do acusado contou com o apoio de policiais militares e foi comandada pelo delegado Remullo Diniz.

Jailson Bonifácio, segundo a investigação, invadiu a casa de uma senhora de 69 anos e, depois de praticar intensas agressões físicas, como; socos, golpes de cotovelo, chutes, que a deixaram com escoriações por todo o corpo a estuprou, para em seguida roubar a quantia de R$150. Conforme o delegado Remullo Diniz, a vítima é tia avó do acusado.

A Polícia Civil apurou que em 2011, Jailson Bonifácio, matou com requintes de perversidade um adolescente na zona rural da cidade. Pelo crime, chegou a ser preso e condenado, mas se encontrava em liberdade. No ano passado, ele tentou matar um ancião, usando uma faca de caça durante um assalto.    

Depois dos procedimentos do flagrante, ele será encaminhado ao presidio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, onde ficará a disposição do poder judiciário.

Quanto a agressão praticada contra a idosa, a polícia apurou que com uma das mãos, Jailson Bonifácio tentava estrangular a vítima, e com a outra, tapava sua boca, impedindo-a de pedir socorro.

No momento que este tentou pegar uma faca para ceifar a vida da mulher, ela conseguiu escapar e foi socorrida por vizinhos, que acionaram a polícia. Imediatamente, começou a procura ao criminoso, que segundo a vítima, premeditou a ação, porque tinha conhecimento do dinheiro que ela guardava em casa.

Pela manhã, enquanto a Polícia Civil se deslocava até Sena Madureira para os procedimentos periciais do crime, tendo a idosa sido submetida a exame que constatou o abuso sexual, em outra frente de ação da polícia, Jailson Bonifácio foi preso. Posteriormente encaminhado à delegacia do município, onde foi apresentado ao delegado Remullo Diniz, que elaborou o flagrante.

(Assessoria Polícia Civil)

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)